A população Brasileira e que mais confia que futuramente a tecnologia pode gerar empregos
Fechar Login
BAIXE JOGOS E PROGRAMAS GRÁTIS
Publicidade

A população Brasileira e que mais confia que futuramente a tecnologia pode gerar empregos

Um estudo realizado pela Microsoft em Davos, na Suíça, e apresentado nesta sexta-feira no Fórum Econômico Mundial, mostrou que os brasileiros representam a parcela da população mundial que mais confia na tecnologia usada no dia a dia para que ela possa criar oportunidades de emprego. O estudo considerou habitantes de países desenvolvidos e em desenvolvimento “caso do Brasil”.

Publicidade

tecnologia br

10 países escolhidos

Em dezembro de 2013, foram entrevistados 10 mil internautas de 10 países – além do Brasil, locais emergentes como China, Índia, México, Rússia e Turquia estavam na seleção. Os países desenvolvidos foram Japão, França, Estados Unidos e Alemanha.

Aqui em terras tupiniquins, 81% dos entrevistados acreditam que dispositivos tecnológicos como smartphones, tablets, PCs e video games podem gerar novas possibilidades de trabalho. Em outras palavras, o povo brasileiro é o mais otimista quanto à influência da tecnologia pessoal nas artes, na cultura e na vida profissional. A porcentagem de pessoas ouvidas que fazem essa aposta é expressiva: 73% acreditam na tecnologia como fonte de empregos promissores.

Países emergentes: enxergando a tecnologia com muito otimismo

De acordo com o levantamento, os habitantes de países em desenvolvimento são os mais confiantes nos impactos e na influência da tecnologia como grande impulsionadora de mudanças na carreira. As nações desenvolvidas também acreditam na tese, mas não com a mesma intensidade. Em todos os quesitos analisados, os países emergentes apresentam os maiores índices de otimismo.

O estudo feito pela Microsoft na China, por exemplo, constatou que 95% das pessoas se mostraram otimistas com a ideia de que a tecnologia gera oportunidades econômicas. Por uma feliz coincidência, o país é lar de várias indústrias que, pelo fato de dominarem o mercado local, são algumas das maiores do mundo em seu segmento. A Lenovo é um exemplo disso.

Os chineses vão além e são os que mais acreditam que a tecnologia pode melhorar a qualidade dos padrões de vida do país e elevar a liberdade dos cidadãos, já que a China vive em regime comunista fechado.

Já os indianos lideram quando o assunto é tecnologia aliada a educação: 83% dos entrevistados acreditam que a utilização de dispositivos móveis está diretamente ligada ao aprendizado nas escolas. 70% da população acredita que a tecnologia possa ser favorável também na saúde e no bem-estar.

Fonte : Microsoft/WEF

Talvez você esteja procurando
Categoria: Tecnologia
×

Deixe seu comentário

baixakis-app